Pages

22 de setembro de 2008

O fim do neoliberalismo?

E o capitalismo é mesmo um modo de produção ciclotímico. Mais uma crise, e quem é que vai pagar por isso? Os EUA sempre foram defensores vorazes da economia de mercado, do Estado mínimo. Mas dois bancos já foram estatizados, isso mesmo (ah se fosse na Venezuela...). Ao todo, o contribuinte estadunidense, já colocou no bolso dos bancos mais de (pasmem!) US$200 bilhões de dólares para socorrer a competente e inabalável iniciativa privada. Então, que negócio é esse? Significa que socialismo é para os ricos e capitalismo para os pobres?

2 comentários:

THAIS PAULA RIBEIRO disse...

REVOLUÇAO INDUSTRIAL
A revoluçao industrial e suas concequencias!!
A Revolução Industrial ocorrida na Inglaterra, integra o conjunto das "Revoluções Burguesas" do século XVIII, responsáveis pela crise do Antigo Regime, na passagem do capitalismo comercial para o industrial. Os outros dois movimentos que a acompanham são a Independência dos Estados Unidos e a Revolução Francesa, que sob influência dos princípios iluministas, assinalam a transição da Idade Moderna para Contemporânea.

A Revolução Industrial do século 18 representou o momento de consolidação do capitalismo. Apesar de restrita à Inglaterra, ela foi responsável pela reordenação da economia mundial durante o século 19, pois representou a nova dinâmica capitalista, responsável por superar o mercantilismo.

A Revolução Industrial foi um fenômeno internacional, tendo acontecido de maneira gradativa, a partir de meados do século XVIII. A Revolução Industrial provocou mudanças profundas nos meios de produção humanos até então conhecidos, afetando diretamente nos modelos econômicos e sociais de sobrevivência humana.

Camila e Damerson disse...

4-O poder do Coronel
Assim, com a vigência do Pacto, pouco adiantava vencer nas urnas, era preciso vencer também nas Atas, onde normalmente ocorria a “degola” da oposição. O poder local, “dono dos votos”, ganhava força. Temos um compromisso entre o Coronel, dono dos votos, e o Estado, com seus juízes e delegados de polícia. Em troca da garantia da “maioria”, o Coronel recebia juiz e polícia, obedientes a seus desmandos e caprichos. A figura do Coronel ganhava prestigio local e um poder que na verdade era de fachada. Existia enquanto o Coronel obedecesse ao governo.

5-porque ele tinha apoio do coronel, e o coronel como todo poderoso conseguiria os votos facilmente.
Os votos eram trocados ou obtidos através da força pressão
pois os campangas do coroneis ficavam ao lado das urnas
e como o voto naum era secreto
eram esxluidos da votação eram ecxluidos da votação analfabetos, mulhers, mendigos
soldados e algumas autoriadades religiosas

Postar um comentário